Bem Vindo (a) ao Portal do Diabetes

Segunda, 19 de março de 2012Postado por Diabetes


O que é Diabetes ?

Diabetes é uma disfunção do metabolismo, ou seja, do jeito com que o organismo usa a digestão dos alimentos para crescer e produzir energia. A maioria das comidas que comemos é quebrada em partículas de glicose, um tipo de açúcar que fica no sangue. Esta substância é o principal combustível para o corpo.
Depois da digestão, a glicose passa para a corrente sanguínea, onde é utilizada pelas células para crescer e produzir energia. No entanto, para que a glicose possa adentrar as células, ela precisa da ajuda de uma outra substância, a insulina. A insulina é um hormônio produzido no pâncreas, uma grande glândula localizada atrás do estômago.
Quando nos alimentamos, o pâncreas produz automaticamente a quantidade certa de insulina necessária para mover a glicose do sangue para as células do corpo.
Nas pessoas com diabetes, porém, o pâncreas produz pouca insulina ou então as células não respondem da forma esperada à insulina produzida.
O que acontece? A glicose do sangue vai direto para a urina sem que o corpo se aproveite dela.
Ou então fica no sangue, aumenta o que se chama de glicemia (concentração de glicose) e também não é aproveitada pelas células.
Deste modo, o corpo perde sua principal fonte de combustível, pois há glicose no sangue, mas ela não pode ser jogada fora sem ser utilizada.

Voltar ao Topo

Diabetes Tipo 1

O Diabetes é uma doença auto-imune. O que significa isto? Significa que o sistema que seria responsável por defender o corpo de infecções (o sistema imunológico) atua de forma contrária e acaba lutando contra uma parte do próprio organismo.tipo 1 é geralmente diagnosticado em crianças e jovens adultos, anteriormente era conhecido como diabetes juvenil. No diabetes tipo 1, o organismo não produz insulina.

A insulina é um hormônio necessário para converter açúcar (glicose), amidos e outros alimentos gerando a energia necessária para a vida diária.

Voltar ao Topo


Diabetes Tipo 2

O Diabetes tipo 2 é o mais comum. Milhões de pessoas foram diagnosticadas com diabetes tipo 2, e muito mais, não sabem que estão em alto risco.

Alguns grupos têm um maior risco de desenvolver diabetes tipo 2 do que outros.

Diabetes tipo 2 é mais comum em afro-americanos e latinos e americanos nativos e asiáticos, americanos nativos havaianos e outros das ilhas do Pacífico , bem como a população idosa.

No diabetes tipo 2, o corpo não produz insulina suficiente e as células ignoram a insulina

A insulina é necessária para o corpo ser capaz de utilizar a glicose para gerar energia para o nosso corpo.

Quando você come o alimento, o corpo quebra todos os açúcares, amidos e glicose, que é o combustível básico para as células do nosso corpo.

A insulina leva o açúcar do sangue para as células. Quando a glicose se acumula no sangue em vez de ir para as células, levando assim a complicações do diabetes.

Voltar ao Topo

Diabetes Gestacional

As mulheres grávidas que nunca tiveram o diabetes antes, mas que possui índices de açúcar elevado no sangue (glicose), durante a gravidez provavelmente adquiriram o diabetes gestacional.

Baseado em recentes critérios e diagnósticos para diabetes gestacional, estima-se que o diabetes gestacional afeta 18% das gestações.

Nós não sabemos o que causa diabetes gestacional, mas temos algumas pistas.

A placenta mantém o bebê enquanto ele cresce. Hormônios da placenta ajudam o bebê a se desenvolver.

Mas esses hormônios também bloqueiam a ação da insulina da mãe em seu corpo.

Este problema é chamado resistência à insulina.

Ela pode precisar de até três vezes mais insulina.

O diabetes gestacional se inicia quando o corpo não é capaz de fazer e usar toda a insulina de que necessita para a gravidez.

Sem insulina suficiente, a glicose não pode sair do sangue e ser transformada em energia, sendo assim a glicose se acumula no sangue a níveis elevados.

Isto é chamado de hiperglicemia.

Voltar ao Topo